Georgeo: “não se justifica a extinção de cargos efetivos para a criação de comissionados”

Georgeo fala sobre crise em matadouro particular por falta de água
14 de maio de 2019
Georgeo pede ao Governo informações sobre cortes de despesas no Huse
20 de maio de 2019
Exibir tudo

Georgeo: “não se justifica a extinção de cargos efetivos para a criação de comissionados”

A Assembleia Legislativa realizou votações durante esta quarta-feira, 15. Na pauta, vários projetos. Mas o que mais levantou discussões, foi o Projeto de Lei nº 86/2019, de autoria do Ministério Público de Sergipe, que extingue cargos efetivos e cria cargos comissionados na instituição. A matéria foi aprovada por maioria, recebendo votos contrários da oposição.

O deputado estadual Georgeo Passos, Cidadania, foi um dos que se posicionou contra o PL. O parlamentar lamentou a aprovação da proposta e disse que não se justifica a extinção de cargos efetivos para a criação de vagas para comissionados. “Por que não preencher os cargos através de concursos? Não há razões para se trocar efetivos por comissionados”, afirmou.

A intenção é extinguir 53 cargos. Serão 33 de analista do Ministério Público – ou seja, cargos de nível superior – sendo que destes 18 são para formados em Direito. Além disso, serão suprimidos 20 cargos de técnico do MP – que são de nível médio – totalizando assim 53 cargos eliminados. Ao mesmo tempo, o PL propôs a criação de 15 cargos de comissão de nível superior e outros 10 de qualquer nível – chegando a 25 cargos ao todo.

Para o parlamentar, o MP/SE mostra contradição com esta medida. “Vemos que o Ministério Público tem cobrado – com razão – que prefeituras, órgãos públicos e até mesmo à Assembleia Legislativa que diminuam os comissionados e contratem efetivos para o seu quadro de funcionários. Por outro lado, ao invés de dar o exemplo, o MP faz o contrário”, afirmou.

“O Ministério Público, com razão, tem buscado que os gestores públicos realizem concurso. O órgão, inclusive, moveu uma ação civil pública contra a Assembleia pedindo isso. Mas vejam só: com essa mudança, o MP abrirá vagas para menos efetivos em um futuro concurso público que venha a realizar. Onde está a coerência?”, questionou Georgeo.

Votações

Na pauta de votação, o deputado Georgeo Passos teve dois requerimentos e um Projeto de Lei, aprovados por unanimidade. Um dos requerimentos, trata de um convite feito ao delegado Paulo Márcio Ramos Cruz e o Secretário de Estado de Segurança Pública, João Eloy de Menezes para comparecerem à Comissão de Segurança Pública e prestarem esclarecimentos acerca de denúncias sobre o uso indevido de recursos públicos.

O segundo, convida a delegada geral da Polícia Civil, Katarina Feitosa a conceder informações a respeito do fechamento da delegacia plantonista sul, bem como sobre a criação da central de flagrantes. Já o Projeto de Lei nº 82/2019, declara a Festa do Casamento do Matuto”, realizada na cidade de Aquidabã, como patrimônio cultural e imaterial de Sergipe e também a inclui no calendário oficial do Estado.

Daniel Soares
Daniel Soares
Jornalista da equipe de Assessoria de Comunicação do Deputado Georgeo Passos. DRT 1806. Contato: (79) 99802-2490.