single-post

Georgeo: ?Sergipe tem o Governo ?Adalgiza?: o Governo sem coração?

13/01/2016

DSC_0125 (1)Um governo sem coração. Foi desta forma que o deputado estadual Georgeo Passos, PTC, classificou a atual gestão do Executivo Estadual. Durante pronunciamento no pequeno e no grande expediente da sessão plenária desta quarta-feira, 11, o parlamentar teceu duras críticas ao Governo.Citando a cantora Adalgiza, que se autodenomina ?a mulher sem coração?, Georgeo fez uma comparação com o Executivo. ?Irei nomear o governo Jackson Barreto em homenagem a uma cantora que está fazendo muito sucesso ? diferentemente da gestão estadual. O governo Jackson é o Governo Adalgiza: o governo sem coração, sem consideração com o povo e os servidores estaduais. Que não está preocupado com nenhum deles?, alfinetou. Para justificar a declaração, Georgeo lembrou dos problemas que o Estado vem enfrentando. Utilizando o áudio de uma entrevista concedida pelo governador em exercício, Belivaldo Chagas, a uma rádio da Capital, onde este assume que o parcelamento de salários dos servidores deverá continuar, o deputado lamentou a situação. ?Quem vai continuar sofrendo são os trabalhadores. A população sergipana não está aprovando esta maneira de governar. Sem falar nos sérios problemas da segurança pública, onde o Estado insiste em fazer propaganda fora da atual realidade?, comentou. IPESAÚDE O deputado falou ainda sobre as dificuldades enfrentadas pelos servidores estaduais que procuram atendimento no Instituto de Promoção e de Assistência à Saúde de Servidores do Estado de Sergipe ? IPESAÚDE. ?É uma instituição que já foi referência no passado, mas que hoje vive uma situação crítica. Não estão conseguindo dar o resultado esperado. Que não está conseguindo dar um bom atendimento?, criticou Georgeo. ?As pessoas estão reclamando da demora no atendimento. Tem gente que, diante da urgência, pagam pelo atendimento particular esperando o ressarcimento. Além disso, há clínicas com dois ou três meses de atrasos nos repasses?, completou. Citando denúncias feitas por um blog, que falou sobre a caixa preta do órgão,Georgeo cobrou explicações da direção do Ipes e também pediu uma fiscalização maior por parte do Legislativo Estadual. ?A Assembleia não pode se furtar de discutir esse problema. Como uma das funções da Casa é fiscalizar, é importante saber para onde vai boa parte dos recursos. É preciso apurar o que está acontecendo. Nada mais justo que o Ipes se pronunciar e dar uma resposta à população?, afirmou o parlamentar.