single-post

Georgeo: “esperamos que a sociedade abra os olhos para o que acontece de verdade na Assembleia”

07/06/2021

O deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) começou a pedir o arquivamento dos projetos de lei que ele já protocolou na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) desde o seu primeiro mandato. Georgeo já havia comunicado ao presidente da Casa, deputado Luciano Bispo, que faria isto caso a Alese continuasse a não pautar os projetos apresentados pelos parlamentares.

“Estamos cansados de apresentar boas matérias aqui na Assembleia e elas ficarem engavetadas. Isso é uma falta de respeito enorme com os parlamentares. Toda semana temos votação nesta Casa e a Mesa Diretora, na maioria das vezes, só pauta indicações e moções. E os projetos dos deputados seguem perdidos nas gavetas dos móveis da Assembleia. E isso não acontece só comigo, outros colegas também passam pelo mesmo desrespeito”.

Georgeo explica que essa iniciativa é um protesto à falta de compromisso da Mesa Diretora. “Não é de hoje que criticamos esta postura da Mesa Diretora. Já cobramos na Tribuna que os projetos dos deputados sejam colocados em pauta, criamos a série “Os Engavetados” em 2019 e nada mudou. Não dá mais para aceitar que um projeto de 2016, não tenha nem mesmo um parecer. A quem interessa que os pl’s dos deputados não saiam do lugar?"

“Todos os meses vamos pedir o arquivamento de um projeto. O primeiro foi um PL de 2016, que propusemos que os carros locados pela Administração Direta fossem obrigatoriamente emplacados em Sergipe para que o IPVA ficasse no Estado. Sabemos que isto não é o ideal, mas esperamos que a Mesa Diretora mude este comportamento e que a sociedade abra os olhos para o que acontece de verdade na Assembleia”.

Georgeo protocolou o primeiro ofício de arquivamento nesta segunda-feira (07). No documento, o deputado disse que ‘espera ser merecedor da atenção valiosa dos que compõe a Mesa Diretora’ e deixou os telefones para contato. “Cansamos de subir toda semana na tribuna para pedir isso. Além disso, todo os deputados ficam nivelados da mesma forma e a sociedade entende que os 24 deputados não apresentam nenhuma proposta”.